Após ter situação exposta, jogador está fora do Fortaleza e dirigente dispara em entrevista

Elenco do Fortaleza. Foto: Divulgação/Conmebol

Crescendo de produção nos últimos anos, o Fortaleza é visto com carinho por atletas do futebol brasileiro e exterior. Novamente, a ideia é alçar reforços pontuais e alguns nomes chamam a atenção.

Nas últimas semanas, o clube se voltou em busca de um possível acordo com Wellington Rato, do Atlético-GO, mas o acerto acabou não avançando. Entre Leão e São Paulo, ele preferiu atuar pela equipe que tem Rogério Ceni no comando técnico. Em entrevista ao jornal ‘O POVO’, o executivo de futebol do Fortaleza, Sérgio Papellin, deu detalhes sobre o quase acerto.

“O grande é o Fortaleza. Ninguém vai se preocupar porque o jogador não veio. Se não veio, é porque não estava a fim de vir. Eu sempre digo para o presidente que quando um jogador começa a dar problema para vir ao clube, pode ter certeza que vai ser o ano todinho dando problema”, disse.

“Wellington Rato é uma pessoa que eu gosto muito, mas tinha o sonho de jogar no São Paulo e a gente tem que respeitar. Torcer que ele vá bem lá, tenha sucesso em sua carreira. Já não é mais menino, tem 30 anos de idade. Então torcer para que ele tenha sucesso na carreira. O mundo do futebol gira, né? Daqui a pouco a gente arranja outro no lugar dele”, completou.

FUTURO DE BRUNO MELO

Apesar do presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, ter mencionado em entrevista que Bruno pode estar no planejamento para a próxima temporada, sua saída não é descartada em caso de uma proposta que corresponda aos valores estabelecidos pela diretoria. 

O lateral-esquerdo é avaliado em R$ 3,3 milhões na cotação atual, de acordo com o Tranfermarkt, veículo especializado em dados e números do mercado de transferências. Segundo o portal Blog do São Paulo, o Fortaleza teria oferecido o jogador ao São Paulo, que acabou não renovando com o titular, Reinaldo, e busca reposição. 

Bruno Melo já trabalhou anteriormente com o atual técnico do São Paulo enquanto ambos defendiam o Fortaleza. Nas sete temporadas em que vestiu a camisa do Leão, o lateral-esquerdo participou da conquista de cinco títulos cearenses, uma Copa do Nordeste e um título da Série B do Campeonato Brasileiro, com 29 gols marcados.