Jogador do elenco critica sequência de jogos do Fortaleza: “As viagens foram desgastantes”

Foto: Mateus Dantas/ O POVO

Em entrevista coletiva, o meia-atacante Marlon criticou a sequência de jogos do Fortaleza neste começo de temporada, tanto Cearense, quanto Copa do Nordeste e Sul-Americana. Para o jogador tricolor, as viagens foram degastantes e explicou o seu ponto de vista.

“As viagens foram desgastantes. Fomos para a Argentina, chegamos na madrugada, treinamos à tarde e no domingo já viajamos para São Luís-MA. Chegamos no dia do jogo contra o Imperatriz, aí já voltamos para cá (Fortaleza)”, recordou o meia do Leão.

Com o excesso de jogos e deslocamento, normalmente há um atleta que sente cansaço físico. Para o atleta é necessário que o jogador seja poupado de alguns jogos para evitar um problema maior: “Acho que tem que poupar. Você pode perder o jogador por um jogo por uma fadiga ou desgaste físico porque se você forçar pode perder por dois meses. Então é muito mais complicado perder jogador por lesão. Quando está cansado mesmo, tem que dar uma segurada num treino ou jogo do que sofrer uma lesão. Porque para voltar (de lesão) é muito mais (tempo) do que quando está cansado”, opinou.

Por fim, o jogador falou sobre o duelo contra o Confiança pela Copa do Nordeste: “Sempre é bom quando jogamos com equipes assim. Não foi diferente contra o Imperatriz. Competimos de igual para igual. Foi uma dificuldade para jogar lá, o campo estava pesado, desgaste da viagem… É uma boa equipe, não é atoa que está liderança da chave e também o campeonato”, finalizou.