OPINIÃO: Choques de realidade às vezes são positivos

Foto: Matheus Tahan.

Hoje é um daqueles dias difíceis para escrever. Não pela dura derrota que o Fortaleza sofreu ontem para o Palmeiras por 3 a 0 pelas oitavas de final da Copa do Brasil, mas pelo contexto em que ela foi construída. Um pênalti absurdo marcado no início do jogo proporcionou a abertura do placar a favor do adversário e mudou o que poderia ter sido a partida. É verdade, também, que o Leão teve uma atuação muito abaixo do seu padrão. Entretanto, o resultado gerou um choque de realidade que pode ser positivo para o torcedor leonino.

O Fortaleza hoje vive, provavelmente, a fase mais vitoriosa de sua história centenária. Os últimos anos têm acostumado os torcedores a comemorarem conquistas após conquistas. Somos pentacampeões cearenses, bicampeões do nordeste e fizemos campanhas históricas em torneios nacionais e internacionais.

Diante disso, muitos torcedores às vezes perdem a noção de alguns aspectos da realidade. Apesar da mudança de prateleira recente, o Fortaleza continua sendo um time com menos recursos do que os do eixo. Isso sem falar nos desgastes pelos deslocamentos bem maiores, devido à distância da nossa região para as outras localidades. O Fortaleza se esforça para conseguir fretar voos, o Palmeiras tem um avião próprio. O fato fala por si.

Não iremos performar bem todos os jogos, principalmente fora de casa. Por vários fatores: lesões, elenco, arbitragem, tática, decisões equivocadas… continuará havendo oscilações. São dias importantes para aprender, levantar e voltar mais forte. Não é por conta de jogos ruins que está tudo errado, do mesmo modo que jogos bons não tornam tudo perfeito. Críticas são justas e válidas, mas contextos e processos precisam ser considerados. Que o choque de realidade de ontem nos permita ter mais clareza da realidade.